A ligação entre a arte do pão e a ciência da saúde intestinal

16 jun 2021

A preocupação com a saúde intestinal está a aumentar, e consequentemente ganha força na indústria de Panificação. A questão que se impõe é: o que esperar da próxima geração de pães Happy Gut (para um intestino feliz)? A Puratos está a realizar estudos de saúde intestinal e a trabalhar com projetos de curto e longo prazo lançar no mercado ingredientes de alta qualidade que não prejudiquem o nosso intestino. Mantenha-se atento que teremos muitas novidades em breve sobre a linha de pães Happy Gut.

Comece o dia com um pequeno-almoço equilibrado e adequado e sentirá automaticamente o impacto no seu corpo. A nossa saúde é influenciada pelo que consumimos, especialmente a saúde do nosso intestino. Mas por vezes aprender e perceber de que forma a nossa saúde é influenciada pelo que consumimos é um enorme desafio. Para perceber melhor qual o impacto do pão na nossa saúde intestinal, a Puratos e os seus parceiros investiram em tecnologias inovadoras. Conversámos com o Prof. Marco Gobbetti, um microbiologista de renome mundial, para percebermos quais foram as últimas descobertas sobre o pão e a saúde intestinal.

A procura por um "sentimento intestinal"

A equipa de trabalho de Gobbetti está espalhada por todo o mundo e colabora com a Puratos e outros cientistas para estudar o impacto da fermentação no pão. Como afirma Gobbetti: “nos nossos laboratórios – no Noi Tech Park em Bolzano – temos a capacidade de fermentar tudo”. O objetivo deste trabalho já é diferente e cada vez mais o impacto positivo da fermentação de massa-mãe e das enzimas na saúde intestinal é o foco.

O Prof. Marco Gobbetti está a trabalhar com um novo simulador que modela o trato intestinal humano, chamado SHIME. Como explica Gobbetti, “este equipamento pode reproduzir quase as mesmas condições do nosso trato intestinal humano ... com a vantagem de que todas as condições são monitorizadas. Com este simulador, é possível estudar os efeitos de determinados hábitos alimentares, nutrientes ou alimentos, em condições padronizadas.”

Este estudo profundo sobre o papel e a diversidade do microbioma humano está a mudar radicalmente a maneira como pensamos sobre as bactérias e a fermentação do pão. “Atualmente estamos a usar este equipamento para confirmar a digestibilidade do pão com massa-mãe em comparação com o pão com fermento de padeiro e o pão com fermento químico. Pretendemos perceber se a massa-mãe poderá ter um efeito na diversidade e na funcionalidade do microbioma intestinal dos seres humanos”.

Outros estudos demonstram que a fermentação da massa-mãe e enzimática tem uma influência direta no tipo e na qualidade de compostos prebióticos do pão (como as fibras) contidos no intestino.  

Esses compostos ajudam o microbioma intestinal a manter um equilíbrio saudável, afetam positivamente a resposta imunológica e inibem o crescimento de bactérias patogênicas. 1, 2

As investigações da Puratos levarão a um instestino mais feliz?

A Puratos está a trabalhar em projetos que lançarão no mercado ingredientes de alta qualidade amigos ​​do intestino. Também aqui a saúde, o sabor e a textura são importantes. A Puratos está a trabalhar em inovações baseadas em enzimas e massa azeda para trazer mais fibras dietéticas ao pão para uma abordagem Happy Gut (intestino feliz). Com mais de 100 anos de experiência em produtos de panificação, a Puratos nunca pára de explorar, pensar e descobrir novas maneiras de aproveitar ao máximo os ingredientes preferidos dos consumidores. É tudo uma questão de ajudar os nossos clientes a expandirem os seus negócios, fazendo com que os consumidores finais possam ter um intestino saudável com os saborosos pães Happy Gut da Puratos.

  1. Cloetens, L. 2019. https://lirias.kuleuven.be/1758429?limo=0
  2. Korakli, M. et al. Journal of Applied Microbiology 92.5 (2002): 958-965.