Máxima Conveniência

22 fev 2022

Os períodos de confinamento contínuos fizeram com que houvesse uma maior procura por compras online e de serviços de entrega ao domicílio. O que começou como uma necessidade, tornou-se rapidamente numa expectativa à qual muitos consumidores aderiram facilmente.

Em Portugal, a média de pessoas que faziam compras online semanalmente triplicou face a 2018. 6% dos consumidores agora optam por fazer as suas compras semanais através de plataformas de supermercados online, e uma das razões é com certeza a incerteza provocada pela pandemia. Os restaurantes estiveram encerrados maior parte do tempo como medida de contenção do vírus, e as lojas mantinham horários de abertura restritos. Isto criou nos consumidores uma expectativa diferente, quase 62% acredita que todos restaurantes e lojas deviam ter serviços de entrega ao domícilio e 17% aumentou até as suas preferências em relação à entrega de refeições ao domicilio por parte dos seus restaurantes favoritos. 

 

Mockingbird Café e o Liquid Lounge

Há várias empresas que decidiram inovar seguindo estas novas tendências. Uma delas é o Mockingbird Café nos Estados Unidos. Um café localizado na pequena cidade de Christiansburg, oferece aos seus clientes a opção de fazer os seus pedidos no café e depois recebê-las no conforto da sua casa. O Liquid Lounge, bar e café localizado no Estoril aderiu a um serviço similar, ofereçendo agora aos clientes a possibilidade de encomendarem as suas bebidas e estas serem entregues via drone no conforto do seu barco. Estas inovações vêem apenas para complementar o que muitos Portugueses já querem e procuram, visto que, 24% gostaria que as entregas ao domicílio fossem feitas sem intervenção humana. 

As compras no setor do chocolate, passaram de 11% para 34%. 1 em cada 3 consumidores já comprou chocolate pelo menos uma vez por ano. E há um interese de 35% de possivelmente comprar no futuro. Os dados são similares aos consumidores que no passado também encomendaram produtos de pastelaria através do canal digital, e quanto à panificação pelo menos 1 em 4 consumidores já fez uma compra online de pão. 

Contudo, existem também impedimentos que fazem com que nem todos os consumidores sejam adeptos desta crescente tendência. Existem frequentes referências a preços mais elevados assim como, incertezas quanto aos prazos de entrega. O que foi talvez seja mais interessante é que a preferência pelo contacto pessoal é a principal barreira para a compra produtos de panificação, pastelaria e chocolate online. Os primeiros impedimentos continuam a ser frescura e qualidade. 

Tendo em conta estes resultados, é comum que uma presença forte no mundo digital seja um dado adquirido. Tornou-se um pré-requisito, e um imperativo estratégico para todos os que desejam ser bem sucedidos. É o segredo para manter os consumidores envolvidos e atrair potenciais novos consumidores. Há também uma necesidade maior de manter o consumidor informado em tempo-real, sobre escolhas mais frescas, saudáveis e saborosas.  Isto tudo são motivadores para aumentar a sua confiança e fazer com que recorram aos serviços de entregas online disponíveis. Por último, a qualidade e frescura das entregas ao domicílio precisam de ser tão boas quanto o que pode ser comprado na loja, uma vez que as expectativas dos consumidores continuam a aumentar.